quarta-feira, 27 de julho de 2011

DICA DE FILME

Adoro filmes e espero que vocês assistam "AS FÉRIAS DA MINHA VIDA", filme que conta a estória de Georgia Byrd (Queen Latifah), uma vendedora de artigos de cozinha que, por erro médico, passa a crer que tem poucos dias de vida. Ela resolve sair de férias indo para um resort europeu. Como adepta da boa comida, no resort ela conhece o Chef Francês Didier (Gerard Depardieu) com quem faz logo amizade. O filme é excelente, você vai rir do início ao fim. Vale a pena ver os pratos artisticamente elaborados, isso com certeza atiça nossa criatividade. Aproveite!

SAUDADE

"Saudade é um pouco como fome. Só passa quando se come a presença. Mas às vezes a saudade é tão profunda que a presença é pouco: quer-se absorver a outra pessoa toda. Essa vontade de um ser o outro para uma unificação inteira é um dos sentimentos mais urgentes que se tem na vida."
              (Clarice Lispector)
                                                                                                                   

quinta-feira, 21 de julho de 2011

PANQUECA

Quem não gosta das maravilhosas panquecas? Seja no breakfast, lanche, almoço, seja doce, salgada ou até mesmo servida com sorvete, hum......é uma delícia. Minha irmã Leda adora panqueca e é um prato que ela faz com perfeição. Segue a receita da massa. O recheio fica a gosto de cada um. Beijo.


Ingrediente:
1 copo de leite
1 copo de trigo
1 ovo
sal a gosto
1 colher (chá) de fermento em pó


Bata tudo no liquidifcador. Leve uma frigideira antiaderente ao fogo, untada com óleo, deixe esquentar e vá acrescentando a massa aos poucos até assar. Reserve. Use o recheio que quiser e sirva.

FRASE DO DIA

"Indigestão é uma criação de Deus para impor uma certa moralidade ao estômago."
                                              ( Vitor Hugo)

quinta-feira, 14 de julho de 2011

BOLO DE MILHO

Minha tia Ecy sempre foi uma doceira de mão cheia, já tendo feito inclusive bolos de casamento. Lembro-me quando pequena íamos ao apartamento dela e seus aniversários sempre foram marcados pela boa comida. Ela me passou uma receita de um bolo de milho de liquidificador....hum....é maravilhoso. Fiz e levei para o meu trabalho. Aprovado por unanimidade. Ressalto que esta receita foi postada por pedido da Maria, uma grande amiga com a qual trabalhamos na UFPA e que hoje já é bacharel em direito. Um beijo para ti amiga.

Ingredientes:
2 latas de leite condensado
2 latas de milho verde (lavadas e escorridas)
2 vidros pequenos de leite de coco
2 xícaras (chá) de vitamilho (atenção usar o vitamilho para cuscuz e não o vitamilho para a canjiquinha)
4 ovos
2 colheres (sopa) de margarina
1 pitada de sal 

Bata todos os ingredientes no liquidificador, até processá-los bem. Leve ao forno para assar em fôrma untada e enfarinhada. Sirva-se e divirta-se!

LAGOSTIM

Como já comentei antes, gosto sempre de estar atenta a tudo relacionado com a culinária; sejam livros, textos, receitas, programas de chef's famosos, enfim, procuro sempre aprimorar o que vejo e tento fazer dar certo. Gosto do Programa do Chef Jamie Oliver, suas receitas são excelentes e sempre me abrem a mente na hora de criar pratos e mesclar sabores. Portanto fiz esta receita, inspirada por ele, e todos os que provaram se deliciaram. A nota foi 10. 

Ingredientes:
12 lagostins (tamanho médio)
1 barra de manteiga sem sal (em temperatura ambiente)
ervas verdes (alecrim, coentro, cebolinha)
sal à gosto
1 dente de alho (se preferir)
pimenta do reino branca
limão cortado em rodelas
folhas de endívia ou alface crespa

Com uma faca, bem afiada,  faça um corte entre a junção dos olhos até o rabo, sem deixar separar as bandas do lagostim. Lave-os tirando a sujeira da cabeça e do corpo. Deixe-os secar. Reserve. Em uma tigela coloque a manteiga e as ervas que deverão estar cortadas bem miudinhas. Bata bem. Acrescente o sal, o alho e a pimenta, até ficar do seu gosto. Pegue a manteiga temperada e passe sobre os lagostins (na parte aberta), usando bastante, e deixe-os descansar até a hora do preparo.
Leve ao fogo uma frigideira antiaderente grande e deixe esquentar bem (não acrescente nada). Coloque os lagostins com a parte da manteiga virada para baixo e deixe-os ali até ficarem vermelhos e a carne pronta, vire-os e faça o mesmo processo. Na hora de servir enfeite uma travessa com folhas de endívia ou alface crespa, disponha os lagostins e por cima as rodelas de limão. Sirva com salada ou, se preferir, arroz branco. E voila bon appetit.

O PRAZER DA COMIDA

"O prazer da comida é o único que, desfrutado com moderação, não acaba por cansar." Esta frase é de Jean Anthelme Brillat-Savarin, advogado, político e cozinheiro francês. Foi um dos mais famosos epicuristas e gastrônomos franceses de todos os tempos. Concordo totalmente com sua frase. O prazer que a comida me dá é inigualável. Não falo aqui em gula, ansiedade ou desespero pela comida, até porque isso é pecado, mas falo do prazer que tenho quando entro na cozinha para preparar um simples omelete. O perfume dos temperos, o toque nos ingredientes, tudo me acalma. É como se fosse meu mundinho imaginário onde ali eu sou a rainha, eu crio, testo sabores, misturo os ingredientes, faço e aconteço. O simples ato de cozinhar a comida me liberta de qualquer sentimento ruim como estresse, mal humor, baixo astral. Não canso! Eu consigo desfrutar daquilo que estou fazendo. E a bem da verdade, não é clichê não, mas quando se prepara um prato, seja muito elaborado ou simples, o ingrediente principal e que JAMAIS deve faltar é o AMOR; com absoluta certeza cozinhar com amor faz toda a diferença.


quinta-feira, 7 de julho de 2011

PANELAS



As panelas, a base de nossa cozinha, merecem toda atenção no momento em que as escolhemos. Seja no formato, dimensão, proporção e no material das quais são feitas, fazem uma tremenda diferença na hora de prepararmos nossos alimentos. Os sabores se intensificam e às vezes nos remetem ao passado, às lembranças e cheiros de nossa infância que foram marcantes para nós. Mas de todas, a que mais gosto é da panela de barro, não só por ser antiga mas por realçar o sabor da comida; a comida que é feita na panela de barro tem um gosto inconfundível. Portanto esqueça os mitos sobre as panelas, cada panela tem sua função ímpar; o bom é comprar e experimentar.

quarta-feira, 6 de julho de 2011

MACARRONADA DE SARDINHA

Sempre gostei da boa cozinha e mais ainda de pratos elaborados, servidos em grandes restaurantes por Chefs famosos. Fico encantada ao ver os belíssimos pratos como se fossem verdadeiros quadros de pintores famosos. Mas é lógico que na agonia e na correria do dia a dia que vivemos, posso optar em fazer o que quiser e como quiser. Então vai aí a minha macarronada de sardinha, a preferida de algumas pessoas.
Ingredientes:
1 pacote de macarrão fusili (pode ser o colorido) - Dica: ao cozinhar o macarrão o faça somente com água e sal (sem óleo na água) pois assim ele fica bem incorporado ao molho.
1 /2 lata de milho lavado e escorrido
1/2 lata de ervilha lavada e escorrida
1/2 cenoura cortada em cubos e cozida
1 lata de sardinha(ou atum) - grande (lave rápido e desfie em lascas) 
mussarela em fatia
1 pacote de queijo ralado
1 lata de creme de leite
temperos (cebola, cebolinha, coentro, azeitona ou o que preferir)

Modo de Preparo:
Cozinhe o macarrão al dente e reserve. Em uma panela acrescente os temperos, cortados bem pequenos e refogue. Acrescente o milho, ervilha e a cenoura, continue refogando. Após acrescente as sardinhas. Refogue mais um pouco. Acrescente o creme de leite, mexa bem e prove; necessitando adicione sal. Jogue o macarrão nesta panela, até que incorpore bem com o molho feito. Despeje a mistura em um refratário (que possa ir ao forno), fazendo camadas com as fatias e mussarela, até que a última camada seja a mussarela. Salpique queijo ralado e leve ao forno até que o queijo derreta e fique dourado. Enjoy e bon appétit.

BACALHAU AO MOLHO BRANCO


A primeira vez que comi esse bacalhau foi na casa de minha tia. Pedi para ela me dizer como se faz e espero que gostem.


1kg de bacalhau refogado à gosto
batatas grandes cozidas e cortadas em rodelas
cenouras cozidas e cortadas em rodelas
azeitonas pretas sem caroço
anéis de cebola crua
ovo cozido cortado em rodelas
molho branco
queijo parmesão ralado

Modo de Preparo: Retire o sal do bacalhau, desfie em lascas, refogue com cebola, cheiro verde e azeitonas. Reserve. Para o molho branco: Bata no liquidificador 1 litro de leite, 5 colheres (sopa) de farinha de trigo sem fermento, sal à gosto e noz moscada. Leve esta mistura ao fogo, mexendo sempre até engrossar. Acrescente 1 lata de creme de leite com soro e mexa até incorporar no creme. Reserve. Em um refratário grande você vai montar as camadas: pincele o refratário com azeite (de preferência o de oliva), coloque as batatas em rodelas, as cenouras, o bacalhau refogado, anéis de cebola, azeitona preta, rodelas de ovo cozido e por fim o molho branco. Deixe que o molho escorra para o fundo do refratário. Antes de levar ao forno, salpique o queijo parmesão ralado, enfeite com algumas azeitonas e asse-o até que fique dourado. Sirva sozinho ou se preferir acompanhado de arroz branco.

terça-feira, 5 de julho de 2011

JULIE E JULIA

cartaz de Julie & Julia
Quem já viu o filme? Achei o máximo. Ele conta a história de Julia Child que mudou-se para Paris na companhia do marido, nomeado adido cultural dos EUA. Apaixonada pela cultura francesa, ingressou em uma famosa escola de gastronomia e lançou o livro Mastering the Art of French Cooking, tornando-se extremamente popular nos EUA. Décadas mais tarde, em Nova York, Julie Powell acaba de fazer 30 anos e vive frustrada com sua vida de funcionária pública. Com o apoio do marido, resolve que testará todas as receitas do livro de Child por um ano e publicará os resultados em um blogue. Achei interessantíssima a idéia de Julie fazer do seu BLOG um diário onde descrevia as receitas, o que havia sentido ao degustar a comida. Vale a pena assistir ao filme. Sempre assisto a filmes que possam me inspirar a tentar coisas diferentes, a colocar a mão na massa, inovar na cozinha, despertar meus sentidos para o olfato, o paladar e assim descobrir que posso misturar os ingredientes e transformá-los no que quiser; daí a arte de cozinhar ser cheia de magia, mistério, sabores, uma soma de tudo para todos os gostos.

ARROZ COM CAMARÃO E CARANGUEJO


Sempre gostei de frutos do mar, na verdade detesto carne como filé, picanha, gosto de tudo que vive na água (risos), se pudesse comeria marisco sempre. E como uma boa paraense que sou, adooorrroo caranguejo seja no toc-toc, no tucupi, na caldeirada, enfim sou louca por ele. Resolvi então, num domingo, juntar os ingredientes e ver o que ia acontecer, foi daí que surgiu a minha receita. Lembrando que quando faço em aniversário não sobra.

Ingredientes:
1/2 kg de arroz
1 kg de camarão rosa médio
1 kg de carne de caranguejo
1/2 lata de milho escorrido e lavado
cenoura em cubo cozida
açafrão
1 pitada de curry
azeitona verde
queijo parmesão ralado
batata frita

Modo de Fazer:
Faça o arroz com açafrão, deixando-o bem soltinho. Reserve. Em uma panela refogue o camarão rosa com cebola, cheiro verde, o milho, a cenoura e azeitona. Reserve. Refogue o caranguejo à gosto, sem o milho e sem a cenoura, e acrescente uma pitada de curry. Reserve. Antes de servir o almoço faça a mistura dos ingredientes. Em uma bacia coloque o arroz, o camarão, o caranguejo e vá misturando delicadamente com uma colher, até incorporarem. Acrescente o queijo ralado, misture novamente. E por fim acrescente a batata frita, misturando bem. Coloque no prato que vai servir e bom apetite.

MOUSSE DE MARACUJÁ


Quando resolvi fazer esta receita estava inspirada (risos). Aí vão os 

INGREDIENTES:

3 a 4 maracujás grandes
1 lata de leite condensado
1 lata de creme de leite sem soro (de preferência deixe durante 1 semana na geladeira)


MODO DE PREPARO:

Corte o maracujá ao meio (separe as cascas, lave, seque e guarde na geladeira) e passe as sementes por uma peneira. Reserve. No liquidificador coloque o leite condensado, o creme de leite, bata e vá acrescentando aos poucos o suco do maracujá, e sempre provando até que fique de seu gosto. Coloque o creme em uma vasilha e leve, de um dia para o outro, à geladeira. Na hora de servir a sobremesa pegue a casca do maracujá (ela servirá como uma cumbuca) e com uma colher de sorvete acrescente a mousse na casca, enfeite com ramos de hortelã, chantilly, biscoitos de sorvete, enfim o que sua imaginação determinar. Coloque a casca em um prato de sobremesa branco e pincele, formando desenhos no prato, calda de caramelo, chocolate ou morango.

COZINHAR É UM DOM


Fui criada em uma família, que se não fossem as raízes portuguesas, com certeza acharia que somos italianos, não só pela expressão ao falar com as mãos, mas pela apreciação que a família tem pela boa comida. Minhas tias, sem restrição, foram talhadas para a cozinha (especialmente as por parte de Pai), cresci vendo elas prepararem tortas, salgados, doces, enfim era uma festa. Aos 13,14 anos comecei a ler algumas receitas que faziam parte de uma coleção de minha mãe, e tentei fazer meu primeiro bolo, diga-se de passagem, ficou lindo, mas o paladar horrível, era sal puro, culpa da receita que em vez de informar que era para adicionar apenas uma pitada de sal, estava escrito adicione 1 colher chá de sal; aí já viu não? o bolo ficou insuportável. Não sei porque as pessoas, quando boas ou excelentes cozinheiras, não gostam de compartilhar receitas e quando o fazem escrevem a receita omitindo algum ingrediente só para que esta não dê certo . Por este motivo criei meu blog para compartilhar receitas, trocar idéias com os amigos, receber receitas de amantes da culinária, adoradores da gastronomia e fãs da alta cozinha. Aproveite, divirta-se e junte-se a mim.